Apresentação

Sindicato dos Treinadores Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul - Brasil

sábado, 27 de fevereiro de 2016

XXIX CURSO PROFISSIONALIZANTE DE TREINADORES DE FUTEBOL


Inscrições Abertas:


 CURSO DE INVERNO "25 á 30 JULHO" 2016!


"VAGAS LIMITADAS"


LOCAL REALIZAÇÃO DAS AULAS TEÓRICAS: 

  Auditório-PÃO DOS POBRES - LA SALLE  - Escola de Ensino Fundamental 
                               Rua República nº 801, B. 
    Cidade Baixa, Porto Alegre-RS





      





    Mapa: 

Horário das 08h30min às 12h00 pela manhã e das 13h30 às 17h30, diariamente ;


 O Curso  emitirá Carteira de Treinador(com validade no Brasil e Exterior), além de Certificado aos alunos participantes.




 Inscrições diretamente na sede, Rua General Vitorino n°129, 4º Andar, Centro
Horário de atendimento: 14h às 17h30min
Contato: 51  32259735 e 93531533
também 51 82049604 com Valmir Salaberry 
e-mail:sinditreinrs@gmail.com




Documentos para inscrição:

Identidade
CPF
Carteira de Trabalho
Comprovante de Residência
Duas Foto 3x4 e 

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Agora é pra valer !!!!!!! Supremo Tribunal de Justiça aprecia recurso do CREF contra Sindicato dos Treinadores-RS, decidiu !

Técnicos, treinadores de futebol não são obrigados a ter diploma de Educação Física para exercer a profissão.

Em decisão do ministro Mauro Campbell Marques, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), relator do Recurso Especial 1.561.139, de 16/11/2015, foi negado o recurso do Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região (CREF2/RS) contra o Sindicato dos Treinadores Profissionais no Estado do Rio Grande do Sul, filiado a UGT em que era cobrada a obrigatoriedade de registro junto àquele conselho para o exercício da atividade.

O argumento central do relator se baseou no fato de a atividade exercida pelos técnicos, treinadores ou monitores de futebol não ser privativa de profissionais com formação em Educação Física.

O ministro aponta que a lei 9.696/1998, que regulamenta a profissão de Educação Física e cria o Conselho Federal e os conselhos regionais, determina que apenas os profissionais com registro regular no respectivo Conselho Regional poderão atuar na atividade de Educação Física e receber a designação de profissional de Educação Física, mas não traz, explícita ou implicitamente, nenhum comando normativo que determine a inscrição de treinadores ou monitores de futebol nos conselhos de Educação Física.
Presidente Valmir Salaberry, declarou que foi uma grande vitória sobre o CREF, poís foi fruto de um trabalho de equipe da entidade, sob o comando do Dr. Carlos Eduardo Licks Flores.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

TAFFAREL DIVULGA SINDICATO NO EXTERIOR

Taffarel Assumiu como Treinador de Goleiros, no Galatezaray na Turquia .
Onde vem divulgando a importância do Trabalho do Sindicato, principalmente no que diz respeito a formação Profissional de Treinador, assim como seu credenciamento, tanto no Brasil como no Exterior.
Hoje, Taffarel que assumiu   como treinador de sua equipe, em substituição ao títular, sagrou-se  campeão Turco da temporada passada, tendo retornado a suas funções treinador de goleiro.
Atualmente, também assumiu estas funções junto a seleção Brasileira. O mesmo solicitou ao Presidente do STPERS a renovação de sua credencial de Treinador Profissional até 2017.
Taffarel exibindo seu certificado aos auxiliares: Hasan sas  e  ümit Davala e o preparador físico Adam Rochtstein



Taffarel com o Diretor Abdurrahim Albayrak
Taffarel com o Treinador Fatih  Terim

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Nova Vitória contra o CREF

Este Ano de 2015 começou muito bem para os Treinadores Profissionais;
Os Recursos Especial e Extraordinário interpostos pelo CREF contra nossa entidade não foram admitidos pela Justiça Federal.

Mais uma vez o Sindicato mostra o seu trabalho, através do seu departamento jurídico representado por seu Diretor Dr. Carlos Eduardo Licks Flores,  "faz parte da razão de ser do Sindicato!!! Dar guarida e amparo aos nossos Treinadores!"


 E mais uma vez assegurado o livre exercício da profissão !


Desta forma, nossos Treinadores de Futebol do Estado seguem com o seu Direito de trabalho assegurado.

Segue abaixo a referência processual da decisão:


                       Histórico da situação

          Histórico Juizo                                         

          Histórico Juizo                                         

          Histórico Classe/Competência          Histórico Classe/Competência

          

5047880-71.2012.4.04.7100/RS|Originário|AÇÃO ORDINÁRIA (PROCEDIME...|RSPOA06

Partes e Representantes
APELANTEAPELADO
Histórico de Representantes CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA - 2ª REGIÃO/RS   (03.566.870/0001-10)  - Entidade

          CRISTIANE CORREA DA COSTA   RS060229
          CLáUDIO ARAúJO PINHO   MG001075   
Histórico de RepresentantesSINDICATO DOS TREINADORES PROFISSIONAIS NO ESTADO DO RIO GGRANDE DO SUL  - Pessoa Jurídica

          CARLOS EDUARDO LICKS FLORES   RS051933  

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

NOVA VITÓRIA DOS TREINADORES SOBRE O CREF DO PARANÁ, E AGORA NOVAMENTE NO RIO GRANDE DO SUL !

Sindicato manterá ordem Judicial para garantir aos Treinadores o seu Direito ao Trabalho, conforme Lei Federal !
em breve acompanhem  ...... matéria completa  aqui no blog !

sexta-feira, 25 de abril de 2014

METAS PARA 2014

Sindicato dos Treinadores Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul, informa, em breve síntese, a conclusão da Reunião realizada nesta sexta-feira (dia 25/04/2014), com a presença do Assessor Jurídico da Entidade, Carlos Eduardo Licks Flores e a Presidência.


Metas para 2014:



- Levantamento, Regularização de Clubes e Entidades e Gestão no que se refere às Contribuições Sindicais;



- Presença semanal de assessoria jurídica aos Treinadores Profissionais, na sede do Sindicato, abrangendo assistência em assuntos fora do âmbito esportivo;



- Ampliação da parte de Direito Desportivo nos Cursos Profissionalizantes;



- Finalização e conclusão do trabalho realizado desde o ano de 2012, em prol do Registro dos Treinadores na Federação Gaúcha de Futebol;



- Defesa e Assessoramento de Filiados que atuam fora do Estado do RS e fora do país, eis que, em que pese estejam fora da territorialidade sindical, gozam de Assistência Jurídica, porquanto a atividade de Treinador traz a peculiaridade do cotidiano laboral não restrito às fronteiras sindicais; 


- Permanente acompanhamento de eventuais fiscalizações do CREF/RS junto aos Treinadores de nosso Estado, tendo em vista a Antecipação de Tutela em demanda junto à Justiça Federal, que proíbe a ingerência do referido Conselho perante todos os Treinadores em nosso Estado.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

O DIREITO AO REGISTRO DOS TREINADORES


5 anos antes da Lei Pelé, veio a Lei do Treinador de Futebol, a Lei 8.650/1993, regulamentar esta importante categoria.

Dentre alguns tópicos da Lei do Treinador, um chama a atenção pela não aplicação. É o Direito do Treinador de ter REGISTRADO, no prazo de 10 (dez) dias, o seu contrato de trabalho com o clube a que está integrado. E este registro deve ser feito na respectiva Federação a qual o clube empregador é filiado.

Este sistema de registro é consagrado quando falamos em jogador de futebol.

E os Treinadores?

Em tempo que já se fala em Direito de Arena aos treinadores, porquê não falar no mais óbvio, o que não depende de Lei, pois já está na Norma.

Nossos treinadores merecem um novo olhar, porquanto, ao exercerem sua profissão, além de conviverem com o constante risco de demissão, além da pressão da mídia e torcedores, hoje, não são mais meros coadjuvantes, pois ao lado das quatro linhas, são figuras primordiais no comando de sua equipe, não só nos treinamentos, mas é evidente, no campo de jogo.

Basta o cumprimento da Lei, porém, como ocorre em nosso país, “colchas de retalho” são feitas pelo Legislador, muitas vezes em vão, pois muitas vezes a norma está lá, pronta.

Ora, a Lei é a Ferramenta de aplicação do Direito. Basta usá-la.

O Registro do Treinador perante as Federações e Ligas é o primeiro passo para organizar a categoria, já sindicalizada desde 1985.


Carlos Eduardo Licks Flores – especialista em Direito Desportivo e Assessor Jurídico do Sindicato dos Treinadores do Estado do Rio Grande do Sul